Celular da Huawei é homologado e pode ser lançado no Brasil

Como já falamos algumas vezes no Olhar Digital, o Brasil está perto de uma nova “invasão chinesa”, com fabricantes de celulares como a Huawei e a Oppo de olho no nosso mercado. Para quem se interessa pelo que essas gigantes orientais têm a oferecer, uma novidade: mais um aparelho foi homologado pela Anatel, o que credencia o modelo a ser lançado em território nacional.

O aparelho em questão é o Nova 3i da Huawei, que retomará as atividades no mercado de celulares brasileiros com uma parceria com a Positivo, encarregada pela produção nacional em um modelo similar ao adotado para a distribuição dos notebooks Vaio por aqui.

O Nova 3i é um celular intermediário, que apela para uma faixa bastante popular do mercado brasileiro. O modelo foi recém-lançado no exterior, o que torna bastante curiosa a sua homologação tão rápida. A apresentação aconteceu em 18 de julho, menos de um mês atrás.

O smartphone da Huawei conta com uma tela grande de 6,3 polegadas, mas com proporção 19,5:9 utilizando o infame entalhe que se tornou praxe do mercado desde a introdução do iPhone X. Por dentro, ele usa um processador Kirin 710, desenvolvido pela própria Huawei, com 4 GB ou 6 GB de memória RAM e até 128 GB de armazenamento interno. O sistema operacional é o Android 8.1 rodando com a interface EMUI típica da empresa.

A questão é saber se o Nova 3i será realmente lançado pela empresa no Brasil, porque a homologação não confirma nada, apesar de indicar possíveis planos. Até hoje, a Huawei só confirmou de verdade o lançamento do top de linha P20 Pro por aqui, enquanto seu site oficial lista também os modelos P20 e Nova 2i. Talvez seja o caso de a empresa lançar quatro celulares? O Nova 3i vai substituir o 2i no Brasil? Aguardemos os próximos capítulos.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ